As Minhas Palavras

Sobre vida, sobre leituras, sobre tudo e mais alguma coisa que me passe pela cabeça. São as minhas palavras...

terça-feira, agosto 30, 2005

Crónicas de Nárnia...

Tem havido algumas pessoas que dizem que eu ando desaparecida; querem que eu venha aqui dizer qualquer coisa depressa, antes que se vejam forçadas a chamar o serviço de emergências bloguianas. Pois bem, aqui estou eu. E estou muito contente porque, finalmente, após mais de um mês e alguns problemas, a minha primeira compra na eBay finalmente chegou. Nada mais nada menos do que uma edição completa, de sete volumes, das Chronicles of Narnia, by C. S. Lewis. Aqui estão os livrinhos!

Vou tentar lê-los antes do filme sair, pois estou com uma grande curiosidade quanto a eles. Já há bastante tempo que queria ler estes livros, por isso é muito bom finalmente tê-los nas minhas mãos. Um daqueles clássicos que são lidos por miúdos e graúdos, que aguentam a passagem do tempo sem perderem a sua beleza inicial. Publicado nos anos 50 pela primeira vez, e com bonitas ilustrações, esta é uma daquelas séries que gostaria de ter lido em criança mas ainda estou bem a tempo de conhecer, especialmente enquanto a mente se mantiver jovem.

Para terminar, deixo apenas uma recomendação de um livro que li recentemente, Os Sonhos de Einstein, de Alan Lightman, um bookring que acabei num só dia, que li num único fôlego. Gostei bastante. É um livro pequenino que está pouco relacionado com Einstein, ao contrário do que o título parece indicar, com a excepção de alguns interlúdios onde Einstein, ainda jovem, aparece. É um livro sobre o tempo. Sobre as diversas características que este pode ter, as diversas facetas que pode assumir, e as consequências nos seres humanos, nas sociedades, no mundo. Um livro que se lê muito rapidamente, por isso recomendo-o, mesmo para aqueles que já têm pilhas de livros para ler.

Abraços a todos e todas.

quarta-feira, agosto 17, 2005

Enganos...

Já passaram uns dias desde o meu último post, mas como também não tenho andado a receber nada no correio (estou tão triste...) e a minha vida é como que uma pasmaceira, só apareço agora para dizer umas palavrinhas. Pois, é que eu ontem tive uma tarde moderadamente interessante, devido, em parte, ao meu próprio engano.

É que fui à Moita para ir ter com a Snowshoee, com a intenção de irmos ao Office Center do Montijo comprar envelopes (já não tenho envelopes suficientes para reciclar os livros que preciso enviar, logo necessitei de efectuar umas compritas). O problema foi que eu apanhei um autocarro para a Moita, e não conhecendo aquilo, acabei por me enganar e sair na paragem errada. Em minha justiça, digo apenas que o motorista indicou-
me que já tínhamos chegado à Moita, e que aquela era uma das paragens dento da vila. Só que, para meu desespero, era a errada.

Estava ainda bastante longe do sítio onde deveria ter saído. Perdi uns quinze minutos para chegar a um sítio mais central, a biblioteca lá do sítio, e depois logo me encontrei com a T. Sim, vá lá, riam-se todos. Como só tinha duas horas até ao último autocarro que iria para Palmela, não pude ficar muito tempo na Moita, mas ainda deu tempo para passar pelo Fórum Montijo e perder dez minutos na Bertrand, onde acabei por comprar um livro, Oryx and Crake, de Margaret Atwood. Ele estava lá, a olhar para mim, a pedir-me que o levasse para casa, e eu acabei por ceder à tentação. Ainda tive direito a desconto, com o meu cartão de estudante... mas que raio de desconto são 5%?

Ora, a T. tinha uma paragem de autocarros perto de sua casa, onde ambas julgávamos ser por onde o autocarro
iria passar. No entanto, essa revelou ser a paragem errada e acabei por perder o último autocarro que me poderia levar a casa, que nem sequer por ali passou. Raios, preciso mesmo de tirar a carta e arranjar um carro (sim, ainda não tirei a carta, e não, não me perguntem que a história é longa e aborrecida). Tive que telefonar para casa e pedir ao meu pai que me viesse buscar.

Já agora, como não posso deixar de falar de livros, estou de momento a ler um romance história, passado na corte do Rei Henry VIII, de Inglaterra, de que estou a gostar muito. Chama-se The Other Boleyn Girl, de Philippa Gregory e conta-nos a história das irmãs Boleyn, que competem pelo amor (ou preferência) do rei. As personagens paracem bem reais (e são), e é uma história absorvente. Tenho estado muito entretida a ler o livro. Há já algum tempo que não lia romances históricos e já tinha saudades.

E é tu
do por hoje, meus leitores semi-assíduos. :)

terça-feira, agosto 09, 2005

A Terrível Montanha TBR...

Oh, mais um dia de correio bom. É claro que só vai adicionar para a pilha TBR, que está monstruosa e cada vez mais intimidante, mas não me consigo conter lá no bookrelay e as pessoas até me oferecem livros do nada, pelo que isto é o resultado de hoje:

O Voyager, de Diana Gabaldon, e o About a Boy, de Nick Hornby, são livros que obti no bookrelay... o resto são RABCKs (para não-BCs, é quando nos oferecem livros sem pedir nada em troca), um deles um enorme volume hardback de um autor de que gosto muito, Orson Scott Card. Fiquei tão contente, especialmente com o livrito no canto inferior esquerdo da foto. Sim, um com uma capinha muito gira de uma autora da qual me tornei imediatamente fã após ler uma das suas trilogias, Patricia A. McKillip (e já encomendei alguns livros dela dos EUA). O livro chama-se The Book of Atrix Wolfe, e a T. disse que era um da autora que mais tinha gostado, por isso estou desejosa de o ler. O problema agora é arranjar tempo para dar cabo deles todos! Ai, a minha vida.

Pois, e como se sabe, quando há algum encontro, eu saio de lá sempre com qualquer coisa. Ora, ontem, não só tive dois livritos que me vieram em bookring, os dois das pontas, como a Snowshoee ainda trouxe uns livros que ela tinha comprado por tuta e meia e tentou-me com eles! Malvada! Claro está, eu tenho que aprender a dizer que não, mas, pronto, ela queria tanto que eu os levasse... ;)

E isto não foi tudo, pois ainda trouxe uns DVDs para casa... raios e coriscos, isto não há descanso? Note to self: marcar internamento no Júlio de Matos.

Ah, o e
ncontro de ontem. Foi algo bem informal, com apenas três de nós aqui da zona, Setúbal, Moita e Palmela. Vai haver um encontro maior entre nós no dia 23, com mais gente da margem sul. Vamos para o Parque do Bonfim, sentarmo-nos na relvinha, e partilhar a nossa grande paixão por livros. Vai ser óptimo.

Já sei que nesse dia vou levar mais uma pilha para casa... Estavam à espera de outra coisa?

Antes de acabar, vou apenas mencionar que acabei o Circle of Friends, de Maeve Binchy, o primeiro livro desta autora que li. Comecei a ouvir falar nela quando me juntei ao bookcrossing e por isso pedi à Virgulina que me inscrevesse no bookring que ela estava a organizar. A princípio não estava muito agarrada ao livro -- não me estava a dizer nada de especial. À medida que fui lendo, a minha percepção do livro foi-se modificando, fui gostando cada vez mais do que lia, ao ponto de ficar até às 4:30 da manhã para o acabar.

A autora tem uma capacidade fabulosa de criar personagens reais e de nos fazer identificar com elas. O melhor do livro foram, sem dúvida, as personagens que o povoavam, com as suas tristezas e alegrias, motivações, dúvidas e paixões. Não é uma história que se poderá chamar original, mas foi escrita de uma forma que nos arrebata. Tornei-me fã. Já cá tenho outro livro da autora, Firefly Summer, para ler quando conseguir. Isto não é justo... agora é mais uma autora para a wishlist... isto está tramado.

Volto quando conseguir submergir do meio de tanto livro.

PS: Para quem não sabe, TBR significa "to be read" e se não é uma montanha na realidade, pelo menos é-o figurativamente... é que as pilhas de livros vão crescendo e qualquer dia acabam por ter o tamanho do Monte Everest...

segunda-feira, agosto 01, 2005

Voltei...

Voltei!!! É verdade. Estou de volta a Palmela, pronta a alimentar o vício novamente. Vamos todos celebrar. Abram a garrafa de champanhe e tragam o caviar (que, incidentalmente, não gosto mesmo nada).

As férias de uma semanita serviram para pôr algumas leituras em dia, apesar de eu achar que deveria ter conseguido ler mais qualquer coisita. Enfim, lá acabei um bookring, A Febre das Tulipas, de Deborah Moggach, e despachei outro, Os Mundos Mágicos de Harry Potter, de David Colbert. Consegui ainda ler um livro meu que vou oferecer a uma pessoa na França, o House of Sand and Fog, de Andre Dubus III., e comecei (e quase acabei) o The Picture of Dorian Gray, de Oscar Wilde. Ah, e li um volume muito engraçado do Baby Blues, que trouxe da minha biblioteca cá em Palmela. Bem, não foi assim tão pouco produtiva, esta semana de férias.

Se quiserem ver algumas fotos (tenho que ver se organizo as restantes para as colocar online), podem vir aqui. Ainda estou a recuperar das minhas férias. Não fiquei muito bronzeada, não, infelizmente, mas estava demasiado vento na praia, pelo que não cheguei a ficar por lá muito tempo durante o dia. Mas a água estava óptima e, tirando o vento, estava-se muito bem por lá. Eu adoro a praia. E o mar. Passo tanto tempo na água que um dia nascem-me escamas. Foram uns dias bem bons, sim senhora, onde não pensei na minha monografia uma única vez.

Mas as férias acabaram e os dias de trabalho vão recomeçar. Mas, bem, isso já estava eu à espera.

Mas, numa nota bem alegre, quando cheguei a casa, que encontrei à minha espera? Adivinhem lá.

Isso mesmo: LIVROS!

Pois bem, aqui vão as minhas mais recentes surpresas editoriais, que vieram durante a minha estadia no Algarve. Fiquei muito contente ao me deparar com alguns livritos à minha espera quando voltei, especialmente uma compra na eBay que chegou extremamente rápida. Ali está ela em cima, a colecção de cinco volumes da série Belgariad, de David Eddings. Tenho estado com uma curiosidade enorme acerca desta série, mas nunca tive possibilidade de comprar os livros (cinco volumes chegam a ser um bocadito caros, diga-se de passagem), até agora que me deparei com a eBay. É um vício que é limitado ao que existe na carteira.

Do BookRelay, chegaram-me dois livros, o Where the Heart Is, de Billie Letts, uma história sobre uma jovem mulher numa pequena cidade no interior dos Estados Unidos, que deu origem a um filme com a Natalie Portman (eu gosto muito da Natalie), e Shrine, de James Herbert, um livro de terror e suspense enviado do Chipre! Espero poder ler estes livros brevemente, apesar de estar ciente que o número de livros que poderá chegar brevemente à minha caixa do correio, no que diz respeito a bookrings, irá aumentar drasticamente. De momento tenho apenas um cá em casa por ler, que também chegou durante as minhas férias, A Profecia Celestina, de James Redfield, que tanta gente andava a tecer mil e uma maravilhas e por isso resolvi inscrever-me. Já comecei a ler.

Aqui estão eles:












Ai que os empréstimos vão ficando para trás, já para não falar dos meus próprios livros... que continuo a comprar feita maluca. Aviso a quem gosta de ler: fiquem longe de feiras do livro. Estava eu muito bem a passear por Tavira à noite quando reparei em bancadas a vender livros... existia uma feira local do livro, com livros de diversas lojas de Tavira expostos e a preços acessíveis, pelo que acabei por comprar dois (e não comprei mais por sorte!), The Other Side of the Story, de Marian Keyes, uma autora de que tenho ouvido falar muito, e A Map of the World, de Jane Hamilton, que me despertou o interesse quando o vi numa bookshelf de outro bookcrosser e aproveitei quando o vi a 5 euros na feira.

E pronto, é tudo. Fico por aqui hoje. Até à próxima. Preciso de ir ajudar a arrumar a casa, que está uma bagunça. Isto de arrumar as coisas à pressa quando se vai de férias com um dia de antecedência é obra.

Beijocas a todos.