As Minhas Palavras

Sobre vida, sobre leituras, sobre tudo e mais alguma coisa que me passe pela cabeça. São as minhas palavras...

sexta-feira, novembro 18, 2005

Desaparecida...

Tenho andado desaparecida, bem o sei. Não faço um post novo desde a minha gripe (o pior passou, mas os espirros e nariz tapado continuam -- passou a constipação!). Tenho uma razão muito válida para não ter andado por aqui nos últimos tempos... uma coisa chamada monografia!

Pois é... a monografia... a tese de fim-de-curso, que já devia ter sido entregue e defendida em Setembro, mas que me atrasei e agora ficou tudo para Dezembro e eu ando às voltas com os últimos pormenores, e um raio de uma discussão e enquadramento teóricos que me chateiam e fazem sentir frustrada. Enfim, é tempo de correr, de sentar em frente do computador e trabalhar nesta monografia para ver se finalmente acabo o curso... e vou parar ao mundo do desemprego!

Já agora, uma imagem para exemplificar o que tenho feito estes dias...

Agora só descanso minimamente quando entregar a versão final da monografia, mas só ficarei verdadeiramente liberta disto tudo após a defesa da dita... e eu que nunca me dei bem a falar para um público... fico sempre toda vermelha, os lábios secos, falo demasiado depressa e a voz treme-me... o nervosismo é muito...

Mas tenho que sobreviver. Acabar o curso. Andar à caça de emprego. Vamos lá a ver o que acontece. Depois digo qualquer coisa quando o "pesadelo" acabar...

Abraços!

PS: Cliquem na imagem para verem a animação engraçada que não aparece no raio do post! Grrr!

sábado, novembro 05, 2005

Gripe...

Agora é que reparei que não faço um post novo há algum tempo. Até me admiro da PA não ter vindo comentar sobre tamanha ausência! :)

Ultimamente tenho andado bastante mal... fui apanhada assim como que de surpresa por uma gripe, provocada por este tempo frio. A minha mãe costuma dizer que eu sou uma flor-de-estufa, mas desta vez ela também está constipada. Não ajudou em nada ter saído de casa nos meus dias piores, com o frio que está. Enfim, ando sempre a fungar, comecei a tomar antibiótico para uma inflamação na garganta há uns dois dias atrás, de vez em quando espirro ou, pior ainda, começo com uma tosse seca que já é habitual durante o Inverno, pois desdo pequena que tenho a chamada "tosse de cão".

Na Quarta-Feira não tinha forças para nada. É interessante os efeitos de uma gripe no teu corpo... eu costumo sempre perder força nos braços e pernas. Parece que com cada passo vou cair e não consigo segurar nada nas mãos pois as coisas parecem pesar o dobro (as minhas tentativas de ler "A Feast for Crows", que pesava cerca de 1.3 quilos, foram muito interessantes, mas a força de vontade lá conseguiu o que os braços fraquotes teimavam em fazer).

Enfim, tenho andado mesmo em baixo. Antigamente, quando era mais jovem e andava na escola, adoecer era óptimo! Lembram-se desses tempos? Sempre que ficávamos adoentados, podíamos ficar em casa e não ter que ir às aulas. Cházinhos e torradinhas preparadas pela mamã ou papá, muitos miminhos e a possibilidade de escapar à escola.
Era uma festa! Uma pessoa quase que se esquecia de se sentir mal com a doença, tal era a alegria de ter justificação para ficar em casa! Agora não... agora sinto cada arrepio de frio, cada suor, cada espirro, cada nariz tapado...

Quero ser criança novamente!

Vamos lá a ver se isto passa rapidamente...